Sem dor de cabeça: organize-se para o Imposto de Renda 2021

O que aprendemos com o IRPF em 2020? Nosso contador com certeza mostrou que a melhor maneira de evitar o estresse na hora de entregar a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física para a Receita Federal é se organizar antecipadamente, separando documentos e ir guardando tudo ao longo do ano ao invés de buscar desesperadamente por cada comprovante ao mesmo tempo. Então, aqui vai uma dica de especialista: comece a reunir já o material necessário para a declaração do Imposto de Renda 2021, como: pagamentos de planos de saúde, recibos de hospitais, exames laboratoriais, a compra e venda de automóvel, imóvel, parcelas de empréstimos e mensalidades escolares.

Os bancos possuem hoje plataformas digitais mais integradas, que facilitam ao contribuinte  de preparar uma pasta no computador que reúna a versão digital de tudo que será usado no ano seguinte. Essa atitude, além de reduzir a possibilidade de erros, garante que o contribuinte ainda terá tempo para corrigi-los, caso necessário. E quanto antes se entrega a declaração do IRPF, a restituição vem logo nos primeiros lotes.

O que não se pode esquecer para o Imposto de Renda 2021?

O planejamento sempre é extremamente importante para amenizar o custo tributário e abaixo você pode conferir alguns itens que você já pode ir adiantando:

1- Os rendimentos e despesas de dependentes: qualquer que seja o rendimento, é preciso que ele seja informado na declaração que deverá ser entregue, principalmente despesas com saúde, educação, etc.

2-  Reforma de imóveis: despesas, gastos em construção, tudo isso com nota fiscal.

3- Recebimentos e pagamentos de aluguéis: todos os valores recebidos e pagos a título de locação são levados em conta como rendimentos tributáveis.

4- Resgate do FGTS: estes precisam sempre ser informados na declaração do Imposto de Renda.

Não deixe tudo para cima da hora, pois quanto mais adiantado for o processo, mais benefícios financeiros você pode ter. É recomendado sempre o auxílio de um contador, pois cada vez mais a Receita Federal aprimora o cruzamento de informações, tornando o preenchimento do IRPF mais complexo e passível de erros para restituição.

Se tiver alguma dúvida sobre o preenchimento e declaração, nossos profissionais especializados podem esclarecer e começar sua preparação para o Imposto de Renda 2021.

 

© 2020 Grupo Insigne Desenvolverdor